"Fato Sociológico" é um Web Log desenvolvido para a discussão sociológica, em seus aspectos epistemológicos, teóricos e metodológicos. Criado em 21 de maio de 2010, o projeto visa a constituição de um espaço de exposição, discussão e interlocução de ideias sobre o pensamento social e as tradições sociológicas, aberto ao público e sem fins comerciais. As mensagens aqui postadas visam a informação e a divulgação de questões pertinentes, sem qualquer intenção de denegrir a imagem de instituições, pessoas ou organizações. Entendemos que as imagens compiladas são de domínio público, e acreditamos no bom senso dos detentores de seus direitos autorais em permitir o uso irrestrito dos materiais, por isso nos dispomos a promover o merecido reconhecimento quando solicitado.


sábado, 31 de julho de 2010

História e trajetória de vida

A história de vida é uma narração biográfica de acontecimentos que um ator social realiza para justificar suas ações e condições presentes. Em narrativas desse tipo, os atores expõem apenas o que eles consideram relevante destacar. Não existe uma cronologia linear, mas um encadeamento de fatos marcantes, feito através de um processo de seleção de eventos a qual o indivíduo atribui sentido, justificados entre si através de relações inteligíveis.

Já para Bourdieu, esses fatos importantes que são relacionados para descrever uma história de vida dependem da posição do agente num campo. Por exemplo, o que um indivíduo conta aos 50 anos sobre os primeiros 20 anos de sua vida é diferente do que conta aos 20 anos sobre sua vida.

Desta forma Bourdieu vai transpor o conceito de história de vida introduzindo o conceito de trajetória de vida, que está articulado aos coceitos de campo e de hábitus. Na sua concepção, a trajetória de vida é linear, cronologicamente ordenada por eventos sucessivos, ou seja, em posições que foram sucessivamente ocupadas pelo agente num campo. Por consequência, a narrativa do agente será relacionalmente determinada dentro do campo, e sustentada em sua história passada, acumulada, espécie de “script”, que orienta o perfil e a ação posterior da trajetória do indivíduo, ou seja, seu habitus.

11 comentários:

  1. Eu tinha uma ideia diametralmente oposta sobre o conceito de trajetória. Gostaria de saber a fonte da qual foi retirado tal conceito.
    ATT.,
    Ieda

    ResponderExcluir
  2. Olá Ieda,

    Apresente seu entendimento sobre o conceito. Afinal, este é um espaço de discussão. Podemos melhor elaborar a ideia em conjunto. Também gostaria de ouvir sua ideia.

    No post, atente apenas para a distinção entre história de vida e trajetória de vida.

    Att.,

    DGM.

    ResponderExcluir
  3. boa tarde em que livro posso encontrar a distis tinção entre historia de vida e trajectoria de vida de Bourdieu.
    carla

    ResponderExcluir
  4. Nada em Bourdieu está dado com tanta clareza. É necessário interpretar. Tente em "A distinção" e "Economia das trocas simbólicas".

    ResponderExcluir
  5. Estou com uma dúvida no colégio sobre como transpor essa trajetória de vida e que pontos colocar no "papel".
    Poderia me ajudar?

    ResponderExcluir
  6. Olá você conhece algum trabalho com um caso de trajetória de vida que possa passar para meus alunos?

    ResponderExcluir
  7. Na abordagem Bourdieusiana a Biografia é criticada, esta sim, por ser linear e editada para ter caráter cronológico; de sua crítica ele passa a pensar em termos de trajetória como "uma série de posições sucessivamente ocupadas por um mesmo agente (ou um mesmo grupo), em um espaço ele próprio em devir e submetido a transformações incessantes" (A Ilusão Biográfica).

    ResponderExcluir
  8. Quais outros autores trabalham com o conceito de trajetórias?

    ResponderExcluir
  9. Prezado Daniel, tudo bom? Me tire uma dúvida, o conceito de Bourdieu sobre trajetória de vida serve apenas para pessoas ou pode-se ser estendido quando se refere a uma instituição?
    Grato.

    ResponderExcluir